Este é o segundo mês consecutivo em que as exportações roraimenses atingem recorde
Ascom/Seplan

O valor das exportações de Roraima no mês de maio deste ano atingiu US$ 11,87 milhões, marcando o segundo mês seguido com recorde. Os dados são do Portal Comex Stat, do Ministério da Economia. O crescimento foi de 80% na comparação com o mesmo período do ano passado, que, até então, era considerado o melhor resultado para um mês de maio.

Conforme análises da CGEES (Coordenadoria Geral de Estudos Econômicos e Sociais) da Seplan (Secretaria Estadual do Planejamento e Desenvolvimento), esse bom desempenho das exportações no mês passado segue o ritmo do aumento expressivo de vendas para os países vizinhos, com destaque principalmente para a Venezuela, cujas exportações saltaram de US$ 4,4 milhões em maio de 2019 para US$ 11,3 milhões em maio deste ano. 

Gráfico 1 – Exportações de Roraima para a Venezuela (US$ milhões)

Fonte: Comex Stat / Ministério da Economia; Elaboração: Cgees/Seplan-RR

 “Mesmo diante da crise econômica instalada mundialmente, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, Roraima conseguiu superar a marca recorde da casa dos US$ 11 milhões em exportações por dois meses seguidos. Fechamos o mês de abril de 2020 com US$ 11,5 milhões exportados, e o mês de maio com US$ 11,87 milhões. Veja que desde o ano passado Roraima vem crescendo no comércio internacional. Em 2019, o estado exportou US$ 156 milhões, valor dez vezes maior que o registrado em 2018”, pontuou o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Diego Prandino.

O titular da Seplan também explicou que, no acumulado do ano, já foram exportados para a Venezuela US$ 45,97 milhões. “Na cotação do câmbio atual, isso representa mais de R$ 223 milhões, o maior valor de vendas para o país vizinho em toda a série histórica”, afirmou.

Entre os produtos exportados, o óleo de soja foi o produto que mais se destacou no mês de maio de 2020, gerando receitas de aproximadamente US$ 2,5 milhões. Em seguida, aparecem outros produtos alimentícios, tais como açúcar, (US$ 2,1 milhões), preparações alimentícias de farinhas (US$ 1,5 milhão) arroz (US$ 1,3 milhão) e enchidos e produtos de carne (US$ 1,1 milhão).

 Gráfico 2 – Principais itens exportados em Roraima - maio de 2020 (US$ milhões)
Fonte: Comex Stat / Ministério da Economia; Elaboração: Cgees/Seplan-RR

Em relação às importações, foram comprados do resto do mundo US$ 2,89 milhões em mercadorias, o que representa um aumento de 841% na comparação com o mesmo período do ano passado. Contudo, na comparação com o mês anterior, houve uma queda de 14,6%.

Dentre os principais itens importados, destaca-se a compra de contêineres da China, no valor de US$ 1,88 milhão. Outros itens que se destacaram foram aparelhos de ar condicionado originados da China (US$ 234 mil), pneus da China e Tailândia (US$ 214 mil), e construções de ferro da Argentina (US$ 186 mil).

Diego reiterou que, em relação ao acumulado do ano, os resultados de todos os componentes da balança comercial seguem apresentando os melhores resultados desde o início da série histórica.

“Somente nos primeiros cinco meses de 2020, as exportações somaram US$ 49,96 milhões, representando um aumento de 61,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já as importações nesses primeiros cinco meses de 2020 totalizaram US$ 18,3 milhões, um crescimento de 332%, comparando com o mesmo período de 2019”.

O acumulado do saldo da balança comercial continua superavitário, fechando os cinco primeiros meses de 2020 em US$ 31,65 milhões, ante US$ 26,66 no mesmo período do ano anterior. Esse é o melhor resultado para o período.

Roraima registrou recorde, também, na corrente de comércio (soma das exportações e importações), com US$ 68,27 milhões – um crescimento de 94,34% em relação aos primeiros cinco meses de 2019.