As despesas desses três setores somadas juntas representam 46% de todas as despesas públicas. 

O Governo de Roraima protocolou o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2021 dentro do prazo legal na ALE-RR (Assembleia Legislativa do Estado de Roraima). Para o próximo ano, as projeções apontam receita orçamentária da ordem de R$ 4,3 bilhões e despesas de R$ 5,3 bilhões.

Para a educação, que concentra a maior despesa orçamentária, a previsão de despesa é de R$ 994 milhões. Depois vem a saúde, com R$ 889 milhões e a segurança, com R$ 555 milhões. As despesas desses três setores somadas juntas representam 46% de todas as despesas públicas.

Conforme pontuou o secretário da Seplan, Diego Prandino, embora o orçamento proposto seja deficitário em R$ 997 milhões, o Governo segue otimista, ante os recordes sucessivos nas exportações e a geração recorde de 700 postos formas de emprego em agosto de 2020.

Mas ele advertiu para a possibilidade de redefinição de prioridades ao longo do próximo ano.

“As obrigações legais e contratuais que o Estado possui são maiores que a capacidade arrecadatória. Portanto, o Poder Executivo, ao longo de 2021, deverá dosar suas prioridades, para que a despesa executada convirja para o montante arrecadado ao longo do período”, explicou.

 

JORNALISTA: Leandro Freitas e Siddhartha Brasil

FOTOS: Arquivo/Secom/RR