DESENVOLVIMENTO: Bananal será a próxima comunidade a ofertar visitação turística

Roraima é a 4ª região no Brasil a oferecer turismo em terras indígenas

Bruno Muniz, diretor do Departamento de Turismo da Seplan

Roraima alcança mais uma conquista na consolidação do turismo de base comunitária em terras indígenas. Nesta semana, a comunidade Bananal, situada nas imediações do município de Pacaraima, protocolou o seu plano de visitação turística junto à Funai (Fundação Nacional do Índio), tornando-se a próxima região a ofertar a atividade no Estado.

A iniciativa é fruto de trabalho do Detur (Departamento de Turismo) da Seplan (Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento) e do Sebrae Roraima, por meio do programa Investe Turismo do Governo Federal, além de parceiros.

Essa ação do Governo estadual em prol do etnoturismo iniciou-se em setembro de 2019, quando a comunidade Raposa I, em Normandia, se tornou referência em Roraima e a primeira a abrir portas para turistas, proporcionando aos visitantes  contato com recursos naturais antes restritos àquela região, além de atividades e atrativos que retratam a cultura e os costumes indígenas.

Bananal recebeu, durante 2020, uma série de capacitações visando ao fortalecimento do etnoturismo roraimense, com o intuito de oferecer aos interessados toda formação e assistência necessária para operar o turismo de forma sustentável.

Conforme o diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz, o projeto tem repercutido tão positivamente que já está sendo estendido para outras terras indígenas.

“Nova Esperança e Boca da Mata, em Pacaraima; Guariba e Mangueira, no Amajari; e os Centros Regionais Flexal e Água Fria, no município de Uiramutã serão as próximas comunidades a serem regulamentadas para ofertar visitação turística. Nós já estamos trabalhando nestes planos”, frisou.

Para o secretário do Planejamento e Desenvolvimento, Diego Prandino, o turismo explorado de forma sustentável em terras indígenas fortalece a autonomia dos povos, valoriza os atrativos ecológicos, além de ser uma alternativa econômica para as comunidades.

"Antigamente a agricultura era a única atividade que movimentava a economia na região, mas hoje a visitação turística passou a ajudar as famílias e a beneficiar toda a comunidade que aposta na iniciativa. Este é o caminho: valorizar e fortalecer a cultura indígena, ao mesmo tempo em que promovemos o turismo do nosso Estado. Essa é uma das bandeiras do governador Antonio Denarium, potencializar os nossos atrativos, pois o turismo é peça importante dentro do Plano de Desenvolvimento para Roraima nos próximos anos”.

 

JORNALISTA: Maria Fernanda Azevedo