Projeto de revitalização do Distrito Industrial de Roraima será apresentado durante Feira da Indústria de Roraima de 26 a 28 de setembro
ASCOM/SEPLAN

Foto: Ascom/Seplan

Com a proposta de apresentar o projeto de revitalização do novo Distrito Industrial de Roraima e fomentar a atração de investimentos, o Governo do Estado, por meio do Dics (Departamento de Indústria, Comércio e Serviços) da Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento), participa da 5ª edição da Feind 2019 (Feira da Indústria de Roraima).

O evento deve reunir 86 empresas expositoras nos três dias de atividade, que começa nesta quinta-feira, 26, a partir das 18h, no Roraima Garden Shopping, zona leste de Boa Vista. A programação segue até o sábado, 28. Conforme a diretora do Dics, Cida Lacerda, o Governo do Estado tem um grande compromisso em melhorar o ambiente de negócios para o setor industrial, que é tão importante para a economia roraimense.

“Nós teremos lá uma participação no intuito de mostrar para o segmento os investimentos que estão sendo feitos no Distrito, para fortalecer esse importante parque industrial aqui do nosso Estado. Apresentaremos aos nossos visitantes e expositores o projeto que resultará na modernização do Distrito Industrial Aquilino Mota Duarte”, explicou.

A diretora também afirmou que esta é uma nova etapa da indústria roraimense. “Nós agradecemos a oportunidade de ter esse trabalho apresentado na Feind, principalmente ao sistema Fier, que nos oportunizou um espaço para mostrar ao setor industrial toda a preocupação que o Governo do Estado tem para alavancar a área da indústria em Roraima”, evidenciou.

As empresas expositoras na feira integram 27 segmentos industriais, entre eles, do setor da construção civil, construção pesada, capotaria e fabricação de cortinas, tecnologia, confecções, alimentos, bebidas, grãos, gráfico, reparação de veículos, produtos químicos, ração animal, artesanato, artefatos de cimento, produtos cerâmicos, extração mineral, vidros, joias, serralheria, energia solar, mobiliário, laminação de madeira e outros.

Conforme a coordenadora técnica da Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima), Karen Telles, este ano a Feind conta com uma variedade maior de produtos, sendo 35 novas empresas participando pela primeira vez do evento, com incorporação de novas tecnologias no processo produtivo.

Ainda de acordo com ela, o evento tem o objetivo de colocar em evidência as empresas que trabalham na construção, beneficiamento e desenvolvimento de tecnologias locais.


Para o secretário de Planejamento, Marcos Jorge de Lima, a feira será a oportunidade de mostrar ações do Governo para atração de investimentos e para o fortalecimento da rede empresarial, sobretudo as indústrias e os produtores que já estão acreditando e investindo no Estado de Roraima.

Também reforçou que será um momento de mostrar os projetos que o Estado está desenvolvendo para o setor, como por exemplo, a revitalização do Distrito Industrial, cujo projeto já foi lançado pelo governador Antonio Denarium.

”Projeto este que nós estamos fazendo também a captação de recursos, quer seja através de emenda parlamentar, como do senador Mecias de Jesus, que destinou R$ 10 milhões para o Distrito Industrial, quer seja através de recursos do Orçamento Geral da União, como através da Suframa, onde quando estive ainda à frente do Ministério da Indústria pude deixar a rubrica de R$ 8 milhões e meio a serem investidos aqui no Distrito Industrial, coincidindo inclusive com emenda parlamentar de bancada do nosso Estado”, complementou o secretário.
 

FEIND – A feira é uma realização da Fier, Sesi-RR (Serviço Social da Indústria) e Senai-RR (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), com patrocínio do Sebrae Roraima e Banco da Amazônia, e apoio institucional do IEL (Instituto Euvaldo Lodi), da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Governo do Estado de Roraima, Prefeitura de Boa Vista e shopping da zona Leste.
PROGRAMAÇÃO - A Fier também oferecerá orientações sobre associativismo sindical, comércio exterior e ações de inovação. O IEL irá coordenar as palestras e apresentar os destaques do BITERR (Programa Bolsas de Iniciação Tecnológica).
A feira oferecerá oficina de robótica, com programação e construção de robôs, oficina de jogos de leitura, oficina de experimentos de cores, massagem expressa, avaliação de bioimpedância, orientação nutricional e palestra do Cozinha Brasil, com degustação.

O evento também contará com as palestras: "Aprenda resolver problemas complexos de forma criativa"; "Linhas de Financiamento para os pequenos negócios"; "Rodada de Negócios"; "Ferramentas básicas do Instagram e Facebook"; "Gestão Financeira Eficiente"; "Criação de Conteúdos para seu Marketing nas redes sociais e Diálogos para o futuro: Como desenvolver profissionais de alta performance".

A expectativa é de que durante a Feind, as indústrias roraimenses possam interagir com o público, efetuar negócios imediatos e futuros, e fortalecer as suas marcas junto ao mercado, despertando interesse e orgulho do que é produzido aqui.

O evento teve início nesta quarta-feira, 25, e segue até o dia 27
ASCOM/SEPLAN

Foto: Ascom/Seplan

O Governo do Estado de Roraima, representado pelo Detur (Departamento de Turismo) da Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento), e de uma delegação da Guiana formada por empresários e autoridades, participa de 25 a 27 de setembro da 47ª edição da Abav Expo Internacional de Turismo (Feira da Associação Brasileira da Agências de Viagens) e 52º Encontro Comercial Braztoa, que ocorre no pavilhão verde do Expo Center Norte em São Paulo (SP).

A Abav Expo é a maior e mais importante feira de negócios de turismo do Brasil. O evento contribui de maneira decisiva para a consolidação de negócios entre empresas dos cinco continentes e favorece toda a cadeia produtiva global do turismo, ao atrair a participação massiva de agentes de viagens e outros profissionais do setor, dos mais diversificados nichos de mercado, além de compradores convidados nacionais e internacionais.

Entre os principais produtos turísticos de Roraima que serão divulgados no evento, estão Tepequém, a Rota Boa Vista-Monte Roraima (que recentemente recebeu investimentos na ordem de R$ 1 milhão do Programa Investe Turismo para ampliar as atividades que compõe o roteiro), além de apresentar as diretrizes para o desenvolvimento do turismo em terras indígenas, formuladas pelo Detur com órgãos parceiros, já com uma localidade pioneira em oferecer a atividade, que é a Comunidade Indígena da Raposa, região da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, localizada no município de Normandia.

O diretor do Detur, Bruno Muniz de Brito, pontuou que outra missão importante durante a feira é divulgar e vender produtos turísticos em comum entre o Brasil e a Guiana, por meio do Estado de Roraima, com visibilidade voltada para a região do Rupununi e as savanas do país vizinho.

“Nossa intenção é criar condições para desenvolver produtos turísticos que possam ser operados em comum, além de identificar as necessidades enfrentadas por Guiana e Roraima, bem como aproveitar a oportunidade para divulgar outros produtos existentes na nossa região”, disse.

 

Troca de informações e promoção do turismo

Entre os expositores da Abav Expo Internacional de Turismo, estão companhias aéreas brasileiras e estrangeiras e os mais expressivos operadores de turismo, empresas de cruzeiros marítimos e de segmentos especializados, os principais meios e redes de hospedagem, locadoras de veículos, equipamentos turísticos, e fornecedores de soluções de tecnologia voltadas ao setor, além de representações de destinos e órgãos oficiais de turismo.

O secretário da Seplan, Marcos Jorge de Lima, frisou a importância da participação do Estado no evento. “A Abav tem um papel fundamental na promoção e desenvolvimento do turismo no Brasil, pois é a maior feira do setor e necessariamente todos que fazem parte dessa cadeia precisam estar conectados, especialmente para um maior conhecimento sobre o rumo do mercado no presente e no futuro”, disse.

Marcos Jorge também afirmou que o evento é uma oportunidade única para trocar informações sobre os diversos elos envolvidos no segmento, conhecer as novas tecnologias, além de estabelecer uma rede de contatos. "É isso que o governador Antonio Denarium tem buscado, ações que fortaleçam e promovam ainda mais o desenvolvimento do turismo do nosso Estado”, ressaltou.

 

ABAV – Realizada pela ABAV Nacional, a 47ª Abav Expo Internacional de Turismo apresenta sua edição de 2019 consolidada como uma das maiores e mais importantes feiras de negócios e turismo do Brasil. Ao reunir toda a cadeia turística, a ABAV Expo desempenha o importante papel de agente transformador do setor. O evento aproxima as pessoas e propõe um novo olhar para trabalhar o turismo contemporâneo.

 

AGENDA – Após a abertura oficial, realizada na manhã desta quarta-feira, 25, o Detur tem encontro marcado com o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo), Gilson Machado Neto. Já à tarde, se reúne com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Na pauta, assuntos como instâncias para melhorar o turismo em Roraima, dentre elas, a mudança de categorias de voos entre Roraima e capitais de países fronteiriços e do Caribe, tema que vem sendo articulado com a Anac (Agência Nacional da Aviação Civil) e que, se concretizado, deverá gerar um maior fluxo de turistas para Roraima.

Recurso é fruto de parceria entre Ministério do Turismo e governo do Estado, por meio do programa ‘Investe Turismo’, lançado em Roraima nesta quinta-feira, 12.
ASCOM SEPLAN
Foto: Ederson Brito/Secom

O Estado de Roraima acaba de ser contemplado com o recurso de R$ 1,07 milhão, destinado ao projeto de gestão integrada e qualificação da rota turística “Boa Vista e Monte Roraima”. A ação faz parte do programa ‘Investe Turismo’, de iniciativa do Mtur (Ministério do Turismo), que busca acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade em 30 Rotas Turísticas Estratégicas do Brasil, com foco na geração de empregos.

Em parceria com o Governo de Roraima por meio do Departamento de Turismo da Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento), Sebrae/RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), e Embratur (Empresa Brasileira de Turismo), o programa foi oficialmente lançado em Roraima nesta quinta-feira 12, durante o 20º seminário itinerante do Programa Investe Turismo, realizado no Edifício do Sebrae Airton Dias.

O governador Antonio Denarium, destacou que Roraima é rico em mineração, agricultura, pecuária, e que possui um potencial grande também no turismo, e que o governo tem trabalhado para fortalecer e valorizar ainda mais o setor.

“Estamos valorizando as empresas de turismo daqui, fazendo parcerias com empresas de todo o Brasil, para atrair turista para Roraima. E dentro desse trabalho, fizemos parceria com o Ministério do Turismo com a Embratur, e com o Sebrae Roraima, onde recebemos recurso no valor de R$ 1,07 milhão, que deverão ser aplicados pelo Sebrae, para divulgar o potencial turístico do estado de Roraima para todo o Brasil”, disse.

O governador ressaltou que o governo tem que trabalhar para atrair turista nacional e internacional, e, consequentemente gerar emprego e renda e também a atividade comercial do Estado. “Ganha a rede hoteleira, as empresas de aviação, os taxistas, os restaurantes, as casas de shows, aquecendo a economia do nosso Estado”, destacou.

A superintendente do Sebrae/RR, Luciana Surita, frisou que com o Programa, as ações irão fortalecer a qualificação da mão de obra para recepção dos turistas nos roteiros selecionados no programa Investe. “Esse convênio é muito importante porque vai fortalecer as rotas estratégicas e aqui em Roraima, o ponto internacional que a gente tem é o Monte Roraima, e entraram nessa rota tanto o município de Boa Vista como o município de Pacaraima. E isso faz com que toda a rede turística, que envolve: bares, hotéis, restaurantes e os receptivos possam ser fortalecidos e profissionalizados, para que se melhore o atendimento ao turista e isso faz com que a gente possa ter um incremento na geração de emprego e renda”, ressaltou.

O seminário reuniu autoridades, atores públicos e privados envolvidos no setor turístico e faz parte da política de incentivo do programa na busca de estabelecer oportunidades de negócios, políticas públicas e outras ferramentas oferecidas pelo Investe Turismo para potencializar o desenvolvimento da atividade turística local, conforme explicou o secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Ministério do Turismo, Aluizer Malab.

“A grande importância desse momento é promover esse programa que nós estamos integrando todos os Estados Brasileiros, com as 30 rotas turísticas contempladas, para que nós possamos desenvolver uma política mais consistente e que possamos também multiplicar essa metodologia, essa forma de atuação e de promoção do que está sendo feito e do que pretendemos fazer com o turismo brasileiro”, disse.

Para o diretor do Departamento Estadual de Turismo, Bruno Muniz de Brito, com adesão ao programa será possível contemplar a qualificação de serviços e recursos turísticos que existem no trajeto Boa Vista/Pacaraima, além de beneficiar também as comunidades indígenas. “As pessoas que visitam o Monte Roraima nesse trecho Boa Vista/Pacaraima, utilizam diversos serviços, e elas poderão a partir de agora participar de outras atividades que o Programa fará parte”, disse.

Segundo ele, os povos indígenas serão beneficiados com projetos estruturantes; planos de visitação; ações voltadas para a promoção e divulgação de roteiros nacional e internacionalmente. “O Governo está elaborando um decreto que vai estimular o turismo em Terras Indígenas. O documento está em análise na Procuradoria Geral do Estado”, frisou.

INVESTE TURISMO – Com investimento inicial previsto de R$ 200 milhões e a meta de impulsionar o Turismo e gerar empregos em rotas estratégicas, o Ministério do Turismo lançou o Programa em maio deste ano. As ações chegam a 158 municípios das cinco regiões do País. A ideia é trazer a competitividade a 30 rotas turísticas estratégicas.

O programa busca parceria entre as iniciativas pública e privada para ampliar a qualidade e competitividade do setor. Os 158 municípios que integram o primeiro grupo do programa serão alvo de um pacote de ações de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing e qualificação voltados para o setor do turismo.

As ações nas rotas selecionadas devem ser organizadas em quatro linhas, que são o fortalecimento da governança, por meio de agenda estratégica entre o setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização; e a atração de investimentos e o apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

ROTAS ESTRATÉGICAS – Na região Norte, vão participar do programa 18 municípios com sete rotas estratégicas, entre elas Manaus e Polo Amazônico (AM), Belém, Ilha do Marajó, Santarém e Alter do Chão (PA), Palmas e Jalapão (TO), Boa Vista e Monte Roraima (RR) e Macapá (AP).

A ação é fruto do trabalho de estruturação do Detur junto às comunidades indígenas, acerca da importância da atividade turística para o etnodesenvolvimento de suas regiões

ASCOM/SEPLAN

Fotos: Secom/RR

 

A comunidade indígena da Raposa, na região da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, localizada no município de Normandia, fará a abertura oficial das atividades de visitação turística na localidade neste sábado, 07. A partir de agora, a comunidade passará a receber grupos de turistas interessados em conhecer a realidade e atrativos turísticos da Raposa.

A ação é fruto do trabalho de estruturação do Detur (Departamento de Turismo) da Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento), junto às comunidades indígenas, acerca da importância da atividade turística para o desenvolvimento de suas regiões.

Em parceria com o curso de Turismo da Uerr (Universidade Estadual de Roraima), o Detur lançou recentemente a cartilha “Diretrizes para o Desenvolvimento do Turismo em Terras Indígenas de Roraima”, que reúne um apanhado de informações que vinham sendo trabalhadas desde o ano passado, junto com várias lideranças indígenas do Estado, com o intuito de viabilizar o turismo em terras indígenas.

A cartilha aborda exatamente os anseios das lideranças indígenas na busca de desenvolver o turismo dentro dos princípios constitucionais que regem a legislação vigente. Conforme o diretor do Detur, Bruno Muniz de Brito, as diretrizes devem ser seguidas em função da necessidade, da especificidade e da temporalidade de cada região.

 “A Raposa será a primeira do Estado a receber turistas, dentro de um plano elaborado pela própria comunidade indígena, obedecendo também à Instrução Normativa 03/2015 da Funai [Fundação Nacional do Índio]. Uma iniciativa que vai ficar na história do turismo de Roraima, que só foi possível graças a parcerias institucionais com a Universidade Estadual de Roraima, Universidade Estadual do Amazonas, Cactus da Amazônia Consultoria, Ministério Público Federal, entre outros”, destacou.

O chefe da Divisão de Turismo Regional do Detur, Enoque Raposo, explicou que a comunidade elaborou dois roteiros distintos para recepção dos turistas. O primeiro voltado para o etnoturismo, onde o visitante terá a oportunidade conhecer tradições, lendas, bem como a culinária indígena. A outra opção é direcionada para o ecoturismo, onde os indígenas irão direcionar os turistas para visitar os potenciais turísticos da região, como cachoeiras, lagos e trilhas nas regiões serranas. “O turista terá a possiblidade de vivenciar o dia a dia da comunidade, numa imersão bem realista de como eles vivem”, disse Raposo.

O secretário de Planejamento, Marcos Jorge de Lima, ressaltou que Roraima ganha agora um novo produto que é o turismo em terra indígena. “É uma enorme satisfação saber que a Seplan tem contribuição nesta nova modalidade do turismo em Roraima. A comunidade da Raposa será a pioneira nesta atividade que consequentemente promoverá um ambiente mais favorável ao desenvolvimento do turismo, ampliando assim nosso rol de atrativos e recursos turísticos e, claro, dentro daquilo que é sustentável. além de promover também a economia e a cultura do nosso Estado, que tem sido a orientação constante do nosso governador Antonio Denarium”, frisou.

 

Evento, que tem parceria com o Governo do Estado, inicia hoje e segue até domingo, no Parque Dandãezinho
ASCOM/SEPLAN

Fotos: Fernando Oliveira


 

A Seplan (Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento) vai estar presente na feira Roraima AgroShow que terá início nesta quarta-feira (4), às 18h, no Parque de Exposições Dandãezinho. Mas antes, às 16h, haverá  a largada da colheita da soja no cerrado de Roraima – safra 2019, na Fazenda MPV Terra Fértil, na região do Bom Intento, zona rural de Boa Vista.

O secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Marcos Jorge de Lima, explicou que a Seplan participa do evento com a missão de apresentar as potencialidades de Roraima esclarecendo porque é vantajoso investir no Estado. “Nós estaremos logo no primeiro acesso da rota do agronegócio da feira, expondo a melhoria do ambiente de negócios que estamos promovendo nesta gestão com o foco na atração de investimentos. O governador Antonio Denarium, tem inclusive atuado em temas estratégicos como por exemplo: a garantia energética que é um instrumento estratégico para que nós não tenhamos descontinuidade de potenciais investimentos no nosso Estado”, frisou.

O titular da pasta também destacou incentivos fiscais que Roraima possui, que asseguram uma condição diferenciada de investimento e de produção no Estado, que serão abordados um a um durante toda a programação no stand da Secretaria, por uma equipe de técnicos da Pasta. “Nós temos diversos incentivos fiscais, quer seja do Estado de Roraima de desonerações de ICMS para a produção agrícola, quer seja do Governo Federal por meio da Suframa [Superintendência da Zona Franca de Manaus], Sudam [Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia], e também de incentivos da nossa região, que estimulam por meio da desoneração de impostos como: impostos de importação, Fisco, Confis, para que tenhamos garantia diferenciada de investimento e de produção. Por isso é fundamental fazermos a abordagem destes elementos, explicando seus reais benefícios, disse”.


AGROSHOW - A feira Roraima AgroShow segue até sábado, dia 07 e é promovido pela Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima) e COC Soja (Comissão Organizadora da Colheita da Soja), em parceria com o Governo do Estado. O evento, será a oportunidade para a comunidade conhecer as potencialidades produtivas do Estado na área de produção de grãos, entre elas, a soja, o milho e o arroz, além dos avanços em outras áreas como a bovinocultura, avicultura e fruticultura.
Durante a feira, serão realizados gratuitamente cursos, palestras, rodadas de negócios, exposições de maquinários agrícolas e de tecnologias.