O dia 15 de junho não é o Dia do Servidor, mas é um dia especial para os servidores estaduais. Há um ano era lançado o Programa Qualidade de Vida do Servidor, que trouxe inúmeros benefícios e conquistas para os trabalhadores da administração direta e indireta do Estado de Roraima.

O programa começou a ser elaborado a partir da determinação da governadora Suely Campos, como uma forma de motivar os servidores e reconhecer o esforço e o trabalho desenvolvido por eles. As primeiras ações de valorização do servidor nasceram da parceria entre a Segad (Secretaria Estadual de Gestão Estratégica e Administração), Sesau (Secretaria de Estado da Saúde) e a Ouvidoria do Estado de Roraima, com atendimentos realizados nas secretarias, uma vez por semana, com uma equipe de profissionais levando palestras sobre diversos temas, tirando dúvidas, além de atividades, como ginástica laboral, vacinação, relaxamento e atendimento com psicólogos.

Estudantes de enfermagem da UERR (Universidade Estadual de Roraima) também participam, realizando aferição de pressão arterial e testes de glicemia. Atividades voltadas para promoção e prevenção da saúde e qualidade de vida.  Um momento de bem estar, saúde e lazer para os servidores públicos.

Em 2015, 17 instituições foram contempladas e este ano, até o mês de maio, foram realizadas mais de 20 ações em diversas secretarias e instituições, totalizando mais de 4 mil servidores atendidos. Mas as ações não param por aí. Outras conquistas também passaram a fazer parte da rotina dos trabalhadores.

 

 

 

 

O salário referente ao mês de junho já está nas contas dos servidores estaduais. O Governo de Roraima antecipou para esta sexta-feira, 30, o depósito dos proventos dos funcionários da administração direta, que seriam creditados, conforme Calendário de Pagamento 2017, somente na próxima segunda-feira, dia 3 de julho.

 

Somando pagamento dos salários e do 13º salário, foram colocados em circulação na economia local mais de R$ 66 milhões.

 

Os servidores da administração indireta receberão os proventos no dia 10 de julho.

 

A governadora Suely Campos ressaltou que, apesar das dificuldades econômicas do País, neste momento em que vários Estados decretaram falência financeira, o Governo de Roraima consegue planejar e honrar o pagamento dos servidores.

O IPER (Instituto de Previdência do Estado de Roraima), em parceria com a Agenda Assessoria, empresa que fornece plataformas do sistema virtual utilizado pelo Instituto, realizou nesta semana, dias 22 e 23, o Segundo Fórum de Debates sobre os Softwares de Gestão Previdenciária. O objetivo do Fórum foi tirar dúvidas dos profissionais em relação aos softwares de gestão previdenciária que alimentam o sistema institucional do IPER. A primeira edição foi realizada há sete anos. 

 

A iniciativa foi motivada pela necessidade de melhorias no próprio sistema e por demandas dos profissionais do IPER. De acordo com Leonardo Selfeeld, consultor da Agenda Assessoria, que tem a função no IPER de fazer a ligação entre a sede da Empresa e o Instituto, esse tipo de debate é importante para a empresa apresentar o que o sistema oferece de novidades e saber do que o Instituto precisa, a fim de encontrar um meio-termo e melhorar o Sisprev Web para o Instituto. 

 

Leonardo Selfeeld esclareceu também que o objetivo do Fórum de debates foi trazer melhorias para o Instituto, principalmente voltadas aos acessos virtuais. Segundo ele, esses ajustes vão ser feitos de acordo com as demandas e as necessidades dos funcionários do IPER, para facilitar o trabalho e modernizar a execução. Essas melhorias vão ser oferecidas pela Agenda Assessoria.

 

“A Agenda é uma parceira do IPER, tudo de que precisar para melhorar a Gestão, ela vai buscar oferecer, sempre. Nós temos uma parceria de muitos anos e esperamos manter essa parceria por muito tempo,” disse.

 

A Agenda Assessoria, com sede em Cuiabá no Mato Grosso, enviou seis profissionais de todas as aéreas previdenciárias da empresa para atender às demandas do Instituto de Previdência de Roraima. Foram esclarecidos temas como: processos administrativos; processos de benefícios; parte financeira; contabilidade e patrimônio e Recursos Humanos. 

 

O curso beneficiou todos os setores do Instituto com debates voltados ao Sisprev Web. No primeiro dia, todos os servidores foram orientados, pois todos lidam com tramitação de processos administrativos, que são movimentados pelo próprio sistema, principalmente os que trabalham com processos de benefícios; folhas de pagamentos; arrecadação; e com aplicações. 

 

Para o diretor-presidente do IPER, Carlos Praia, a iniciativa foi muito importante, porque visou à capacitação dos servidores na utilização dos sistemas implantados no âmbito do RPPS (Regime Próprio de Previdência Social) estadual. Ao todo 36 servidores participaram do Fórum.

 

“Os servidores terão uma visão ampla sobre o funcionamento da ferramenta nos seus mais variados níveis. Acarretando melhor atendimento aos nossos beneficiários e reduzindo o tempo de trabalho durante as tramitações dos processos administrativos”, conclui o diretor-presidente.

Recentemente, 33 servidores foram empossados para reforçarem os serviços nas unidades de saúde da capital e interior do Estado. O reforço já tem surtido efeito no dia a dia das unidades, melhorando as atividades internas e garantindo mais celeridade e qualidade no atendimento à população.

 

Unidades de saúde em Boa Vista, Caracaraí, Amajari, Rorainópolis e vila Santa Maria do Boiaçú, na região do Baixo Rio, já estão recebendo novos servidores como farmacêuticos, auxiliares de serviços de saúde e saúde bucal, enfermeiros, cirurgiões dentistas, técnicos de enfermagem e de radiologia, fisioterapeutas e assistentes administrativos.

 

A Assistência Farmacêutica por exemplo, responsável pelo abastecimento de medicamentos e material para todas as unidades do Estado, recebeu dez novos servidores. Com isso, a coordenação ganhará mais agilidade nos processos de compra e distribuição destes itens. “A contratação desses profissionais ajudou a retirar a sobrecarga de outros farmacêuticos e vai contribuir para acelerar o processo de compra e distribuição dos insumos para os hospitais do Estado”, diz Rohan Coutinho, coordenador de Assistência Farmacêutica da Sesau.

 

Além disso, unidades do interior também receberam novos profissionais. O Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto, em Rorainópolis, que funciona como um polo importante para atendimentos na região, foi contemplado com dez novos servidores.

 

Segundo Elson Alves, diretor do hospital, o aumento do quadro de funcionários irá dinamizar o atendimento à população. “As contratações aliviarão a carga dos profissionais, principalmente com os novos dois técnicos em radiologia que estamos recebendo, suprindo uma das nossas principais demandas”, enfatizou.

 

Já em Alto Alegre, um dos setores beneficiados com novos servidores é a área da medicação. Devido à escassez de profissionais nas áreas enfermagem, os pacientes tinham que esperar muito para serem medicados. No entanto, a partir de agora, com a posse de três enfermeiros, a expectativa é acabar com a fila de espera na unidade.

 

MAIS SERVIDORES - No último mês, o Governo do Estado nomeou mais de 330 servidores para reduzir o déficit de profissionais nas unidades de média e alta complexidade.  As convocações partem da lista de espera do concurso público realizado em 2013, que continua dentro do prazo de validade.

 

Pelo menos 12 unidades de saúde serão contempladas. Na capital, as principais unidades de urgência e emergência serão beneficiadas, tais como o HGR (Hospital Geral de Roraima), HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth), PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva). Ainda na capital, as convocações beneficiarão unidades especializadas como o CRSM (Centro de Referência da Saúde da Mulher), Nerf (Núcleo Estadual de Reabilitação Física), CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), além da Rede Cidadania.

 

No Interior do Estado, serão enviados novos servidores para as duas unidades de saúde no município de Alto Alegre (sede e Comunidade da Barata), Pacaraima, Caracaraí, São João da Baliza, Cantá, Amajari e Normandia.

A Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) quer tornar o atendimento cada vez mais acolhedor nas principais unidades hospitalares do Estado. Para isso, foi lançado um plano de ação para sensibilizar os servidores para um atendimento mais humanizado.

 

As ações já contemplaram 421 colaboradores do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Sousa Bento) e da CECM (Clínica Especializada Coronel Mota). Outras duas unidades de saúde também receberão as palestras.

 

Por ser o principal hospital do Estado, o HGR foi a primeira unidade a receber a capacitação. Foram 344 profissionais envolvidos, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

 

A coordenadora de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, Consolata Alves, explicou que esta é uma formação não-obrigatória, com duração de oito horas e abrange todas os profissionais da área de saúde.

 

“Embora o treinamento seja aberto a todos os profissionais, nosso público-alvo são os profissionais de enfermagem das unidades de saúde, que permanecem maior tempo em contato com o paciente”, explicou.

 

A psicóloga do HGR e ministrante do curso, Cristina Silva, ressaltou que o Ministério da Saúde possui a PNH (Política Nacional de Humanização) e é com base nesta orientação que a Sesau vem trabalhando para sensibilizar os funcionários para humanizar o atendimento.

 

“O nosso objetivo é introduzir e fortalecer as atitudes de atendimento humanizado dentro das unidades de saúde, para melhorar a assistência aos usuários”, explica.

 

As próximas unidades do Estado a receberem a formação serão o HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth), PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva) e Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto.

 

Os funcionários interessados na formação devem se inscrever na própria unidade de saúde onde prestam serviço.

 

O processo de humanização nos atendimentos não é realizada numa ação isolada, devendo ser adotada como um processo contínuo. Desta forma, a Sesau pretende promover, posteriormente, cursos mais específicos de 40 horas, por meio da ETSus (Escola Técnica de Saúde do Sistema Único de Saúde) para aprofundar e melhorar as práticas de atendimento humanizado.

 

INVESTIMENTO NOS PROFISSIONAIS - Para melhorar o atendimento nos hospitais, o Governo do Estado investe também na melhoria do espaço físico e na valorização dos funcionários.

 

Para aliviar o déficit de profissionais em função do aumento na demanda, o Governo do Estado convocou recentemente mais de 300 novos servidores, o que vai significar um acréscimo de quase 20% em recursos humanos.

 

Além disso, a Sesau deu andamento às progressões funcionais dos servidores da Saúde, o que não era realizado há mais de 12 anos; iniciou o pagamento do retroativo das progressões funcionais a profissionais que tinham direito desde maio de 2008 e ampliou a GAE (Gratificação de Assistência Específica), antes restrita aos profissionais da assistência nos centros cirúrgicos, UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) e Trauma, passando agora a atender profissionais que atuam nos blocos, que passaram a contar com um acréscimo de 12% nos salário.

 

Aliado a isso, a Sesau investe em capacitações e cursos de formação, que garantem a melhoria na assistência à população nos hospitais e unidades de saúde do Estado.